Senge-PE lança Coletivo de Mulheres

A diretoria da mulher do Senge-PE realizou, no dia 22 de agosto, o lançamento do Coletivo de Mulheres Engenheiras de Pernambuco, em evento no auditório do Sindicato. “O lançamento representa um avanço na luta por um mundo do trabalho mais igual e por mais participação das mulheres nas atividades sindicais”, ressaltou a diretora da Mulher do Senge-PE, Eloisa Basto.

Através do Coletivo, a entidade busca se aproximar cada vez mais das mulheres trabalhadoras, pautando questões de gênero, seja nos Acordos Coletivos de Trabalho, seja nas demais instâncias de poder, além de promover ações que visem ampliar o diálogo a respeito dos direitos das mulheres.

O diretor de comunicação do Senge-PE, Roberto Freire, fez uma breve apresentação a respeito da luta das mulheres por uma sociedade igualitária, enfatizando a importância da organização e da luta diária.

A diretora do Senge-RJ e representante do Coletivo de Mulheres da Federação Interestadual dos Sindicatos de Engenheiros, Fisenge, Virgínia Brandão, ressaltou a importância do lançamento deste Coletivo diante da atual conjuntura. Ela, aproveitando a oportunidade, deixou um recado para as mulheres presentes: “Engenheiras de Pernambuco, juntas com outras mulheres, estudem, pensem e se organizem para a luta por um país melhor para todos, pela soberania nacional, pela igualdade entre todos, homens e mulheres”.

A presidenta do Crea-PB, Giucélia Figueiredo, falou sobre o protagonismo das mulheres ao resistir e persistir na luta contra a violência sexista, o machismo e a homofobia.

No evento, a diretora da Mulher do Senge-PE, Eloisa Basto, apresentou a animação “Lei é pra ser cumprida”, da personagem Engenheira Eugênia, protagonista de histórias em quadrinhos publicadas pela Fisenge.

Este slideshow necessita de JavaScript.