Chesfianos/as suspendem a greve

Em virtude da retomada das negociações com a Eletrobras e da prorrogação do ACT vigente, chesfianos aprovam suspensão de greve em Assembleia

Para deliberar a respeito dos encaminhamentos da 4ª rodada de negociação entre dirigentes sindicais e representantes da Eletrobras, que aconteceu no dia 17/05, os/as chesfianos/as se reuniram na manhã de hoje (21/05) em Assembleia, na sede da Chesf.

O objetivo da Assembleia foi decidir sobre a suspensão da paralização, marcada para os dias 22, 23 e 24 desse mês, em virtude da retomada das negociações com a Eletrobras e da prorrogação do ACT vigente por mais 30 dias, valendo, assim, até o final de junho.

Os/as empregados/as votaram a favor da suspensão da greve, seguindo orientação do Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE). Para o diretor do Senge-PE e engenheiro da Chesf Rômulo Vilela, foi uma atitude sensata da categoria. “A suspensão da greve não significa recuar da luta, estamos apenas abrindo espaço para negociar e garantir nossas reivindicações. Vamos aguardar a próxima rodada de negociação, e seguir com nossa pauta: ACTs iguais em todas as empresas, reajuste salarial pela inflação, entre outras”, disse.

A luta contra a privatização continua sendo prioritária para a categoria. “Os sindicalistas e a categoria precisam ocupar as redes sociais dos parlamentares e fazer mais pressão junto ao Congresso Nacional, onde, simultaneamente, tramitam a Medida Provisória Nº 814/2017, o Projeto de Lei Nº 9463/2018 e, mais recentemente, o Decreto Presidencial. Todos com foco na privatização da Chesf e da Eletrobras”, afirma o diretor e também engenheiro da Chesf Mailson da Silva Neto.

A próxima rodada de negociação acontecerá no dia 07 de junho, em Brasília.

Acompanhe: