Coronavirus evidencia desigualdade de gênero e violência doméstica

Em tempos de pandemia do Coronavírus, a desigualdade de gênero e a violência contra a mulher se evidenciam ainda mais. Na China, os casos de violência doméstica triplicaram. Em São Paulo, centro dos casos de COVID-19 no Brasil, durante os primeiros dez dias de quarentena, as denúncias aumentaram em 30%. Já no Rio de Janeiro, o número dobrou.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 70% das mulheres no mundo são trabalhadoras das áreas de cuidado – saúde e social. No Brasil, 85% de auxiliares e técnicos de enfermagem são mulheres. Em casos de violência contra a mulher, disque 180.