Como foi a primeira reunião sobre o ACT 2020-2021?

NOTA INTERSINDICAL ONS

No dia 25/11/2019 a Intersindical ONS participou da primeira reunião de discussão do ACT 2020-2021.

Na ocasião, os representantes da intersindical ONS, representando os trabalhadores, e os representantes da empresa  debateram sobre os seguintes assuntos:

  • PGCR : andamento da nova política e cronograma das movimentações;
  • Comitê Gestor Plano CV ONS – ELETROS: reativação do comitê, cronograma do processo eleitoral;
  • Processo de reestruturação da DOP: informações sobre o andamento e readequações nas áreas;
  • Apresentação indicadores PPR – andamento do processo de apuração dos indicadores que fazem parte do conjunto de instrumentos que balizam a participação de lucros e resultados;
  • Temas a serem discutidos no transcorrer do acompanhamento do ACT 2019-2020: Projeto de apresentação do valor da atuação do ONS junto a sociedade (precificação dos ganhos obtidos a partir das ações do ONS), flexibilização do horário núcleo, redução de horário de almoço e home office;
  • Enquadramento dos engenheiros Juniores: ajuste da curva salarial;
  • Assuntos Gerais

A seguir faremos um breve resumo dos pontos tratados:

PGCR:

O novo plano de cargos e salários já foi aprovado junto a diretoria do ONS e aguarda a aprovação no conselho de administração do ONS.

A previsão era de que o conselho de administração faria a análise/aprovação no dia 06/12 e a intersindical ONS cobrou dos representantes da empresa que o plano fosse apresentado aos representantes dos trabalhadores antes da apresentação ao Conselho de Administração mas a empresa não concordou, alegando se tratar de um instrumento de gestão que não é parte integrante de acordo coletivo.

A intersindical reiterou a importância e a necessidade de termos conhecimento prévio do plano com o intuito de podermos, minimamente, fazer sugestões e/ou ressalvas ao plano a ser apresentado, mas a empresa se manteve irredutível na negativa de apresentarmos o plano.

Diante desse impasse foi acordado entre as partes que tão logo o conselho de administração aprova-se o novo PGCR a empresa apresentaria o plano a intersindical ONS e ficou acordado que, tendo em vista a previsão de apreciação do assunto pelo Conselho de Administração no dia 06/12 foi agendada reunião para o dia 11/12/2019,  com essa finalidade.

Entretanto o assunto foi retirado de pauta da reunião do Conselho de administração sendo reprogramado para o dia 10/01/2020. Assim a intersindical voltou a buscar que a empresa apresenta-se o PGCR aos representantes dos trabalhadores mas não obtivemos sucesso e ficou acordado que tão logo o conselho de administração aprecie a matéria a intersindical será avisada pela empresa para a marcação de uma reunião com a finalidade de apresentação do novo PGCR, portanto temos a previsão de que isso ocorra na semana de 13 a 17 de janeiro e tão logo tenhamos esse detalhamento informaremos a toda a categoria.

Ressaltamos que a própria divulgação desse comunicado foi prejudicada e postergada com o intuito de buscarmos mais informações para divulgarmos junto a categoria, tendo em vista esse ser um assunto de extrema importância, principalmente após as dificuldades que observamos com a aprovação do orçamento trienal (2019-2021) do ONS por parte da ANEEL.

Comitê gestor do plano CV ONS – Eletros:

A intersindical cobrou da empresa um cronograma para a reativação do comitê, com a necessária eleição para a retomada dos trabalhos.

Fomos informados que já foram realizadas tratativas junto a Eletros para garantir a realização do processo eleitoral e, no momento, está aguardando um retorno da Eletros para operacionalizar o processo eleitoral.

Reiteramos nossa cobrança no sentido de que se busque celeridade nesse processo e obtivemos uma previsão de que no primeiro trimestre de 2020 deveremos ter a conclusão do processo de reativação do comitê.

A intersindical estará acompanhando o desenrolar desse processo de modo a garantir que o processo de reativação ocorra conforme a previsão apontada e manterá a categoria informada sobre o assunto.

Processo de reestruturação da DOP:

A empresa apresentou o andamento do processo de reestruturação da DOP e ressaltou que no inicio de novembro já realizou adequações de funções para as salas de controle do ONS, enquadrando como engenheiros os operadores que já possuíam a formação em engenharia elétrica.

Foi esclarecido que as áreas de programação e suporte que também terão trabalho em regime de turno já estão em processo de ajustes e tiveram inicio na nova sistemática no início de dezembro/19.

Na ocasião a intersindical ONS externou que o processo foi conduzido a partir de discussões junto a diretoria do ONS e também junto aos trabalhadores de forma que, no entendimento da intersindical ONS, ocorreu um processo construtivo na busca de atender as demandas das equipes. Podemos afirmar que ao longo do ano de 2019, a partir de reuniões de membros da intersindical com a diretoria e também com gestores da DOP foi possível evoluir nos princípios que foram expostos quando das primeiras informações sobre o processo de reestruturação na DOP.

A intersindical ONS expos a empresa a preocupação e também a intenção de acompanhar o processo de reestruturação, especialmente a realização das turmas de especialização que operadores das salas de controle realizarão nos próximos três anos, o enquadramento dos novos engenheiros eletricistas que estão se formando ao longo do processo de transição e também a garantia de que o processo de reestruturação não tenha riscos quanto ao patamar de enquadramento da faixa salarial dos trabalhadores.

Apresentação dos indicadores PPR –

A empresa apresentou os resultados parciais do ano de 2019, até setembro/2019 para os indicadores que fazem parte do conjunto definido pela ANEEL para compor a cesta de resultados que permitirão o recebimento da PO/PPR 2019.

De acordo com os dados apresentados foi possível constatar que as equipes do ONS, o conjunto de trabalhadores vem desempenhando suas tarefas com alta performance, com resultados expressivos o que é possível projetar um recebimento acima de 90% da PO, a partir dos dados apresentados.

A intersindical ONS tem dois de seus participantes atuando na comissão paritária sobre o assunto e corroboram com os dados que foram apresentados pela empresa além de terem observado, ao longo das reuniões de acompanhamento dessa comissão, que os indicadores realmente tem demonstrado o alto grau de comprometimento e eficiência das equipes do ONS.

A intersindical ONS já tem a informação de que na reunião da comissão paritária que se realizará no dia 23/01/2020 haverá a divulgação da aprovação por parte da ANEEL da manutenção dos indicadores e também das métricas atuais, para o ciclo 2020.

Temas a serem discutidos durante o acompanhamento do ACT 2019/2020: Projeto de apresentação do valor da atuação do ONS junto a sociedade, flexibilização do horário núcleo, redução de horário de almoço e home office;

A empresa não apresentou respostas a demandas da categoria a respeito dos temas acima descritos.

Ressalta-se que em relação ao projeto de apresentação do valor da atuação do ONS, precificando o quanto nossas atividades representam em ganhos para a sociedade brasileira tivemos a informação de que o trabalho encontra-se em curso, com a coordenação das diretorias DPL e DOP.

A intersindical reiterou a importância desse estudo, desse projeto, para que possamos fazer uma argumentação robusta quando tivermos o novo ciclo de aprovação de orçamento trienal por parte da ANEEL, é de suma importância que demonstremos de forma clara e precisa o quanto representamos de ganho econômico e social para o país pois assim poderemos contrapor ao processo de desvalorização de nossas equipes, que percebemos ter ocorrido por parte da ANEEL, quando da aprovação de nosso orçamento – ciclo 2019-2021.

– Enquadramento dos engenheiros juniores

Obtivemos a resposta por parte da empresa de que os engenheiros juniores do ONS terão reenquadramento de sua faixa salarial, sendo posicionados em torno de 100% (mediana) da faixa salarial.

Essa é uma conquista de todo o conjunto de trabalhadores do ONS, que acreditaram na condução das negociações do ACT 2019-2020, pois tão conquista, somada a outras, poderão evitar riscos de termos um contingente de trabalhadores acima da faixa salarial de 120%, em relação a pesquisa de mercado.

A empresa informou que a perspectiva é de que o reposicionamento da faixa salarial dos engenheiros juniores seja realizado em janeiro/2020.

Assuntos Gerais:

Ticket natalino (base Rio):

Obtivemos a resposta positiva da empresa quanto a um pleito encaminhado pela intersindical ONS quanto ao pagamento proporcional do ticket natalino aos trabalhadores da base Rio que se desligaram da empresa ao longo do ano de 2019.

Conforme informação prestada a época da reunião a empresa efetuaria o pagamento confirmação de que foi efetuado;

Uso de garagem (base Rio)

Outra demanda encaminhada pela intersindical ONS que afeta os trabalhadores da base RIO, diz respeito a possibilidade de uso rotativo de vagas de garagem no prédio do escritório central. A empresa ainda não concluiu os estudos em relação a esse pleito, mas se comprometeu de dar continuidade a essa avaliação e informará a intersindical ONS. Estaremos atentos e continuaremos a cobrar a celeridade nessa avaliação.

Número de trabalhadores em faixa salarial superior a 120%

A empresa atendeu ao pleito formulado pela intersindical ONS, durante as discussões do ACT 2019-2020 e aprovou junto ao conselho de administração no dia 07/11/2019 o incremento de 10% para 15% do quadro de trabalhadores que poderão ter seu salário acima da faixa de 120%.

Essa é uma vitória maiúscula dos trabalhadores do ONS, que depois de uma período delicado e sofrido a partir da aprovação do orçamento trienal 2019-2021, que chegou a levar a um processo de demissão em massa na organização, conseguiu a partir de um processo negocial intenso, sensibilizar a direção do ONS no sentido de ampliar tal critério restritivo para seu quadro de pessoal.

Essa medida, juntamente com a aprovação prevista para janeiro/2020 do PGCR e também da readequação de faixa dos engenheiros juniores deverá fazer com que a classe trabalhadora do ONS não mais tenha o fantasma de demissões, que tanto nos afligiram ao longo do ano de 2019.

Retrospectiva 2019

Após um ano de inúmeras dificuldades: corte de orçamento, demissões, ACT com reposição salarial diferenciada, saída de profissionais no PTP a intersindical ONS faz um balanço desse ano que esta por findar e nessa retrospectiva desejamos parabenizar a categoria por compreender as limitações impostas e, apesar disso, ter confiado e se engajado, ao longo do ano, das ações propostas e efetuadas pela intersindical ONS.

Diante da perspectiva adversa a intersindical ONS antecipou o processo negocial do ACT 2019-2020 e contou com amplo apoio da categoria para que pudéssemos buscar o melhor acordo possível, negando na totalidade das bases a primeira proposta da empresa e queremos dizer que os ganhos que obtivemos, tanto na conclusão do ACT 2019-2020 como estes informados agora, discutidos na reunião de acompanhamento do ACT, realizada no dia 25/11/2019, só foram conquistados por conta da ação coordenada da intersindical ONS mas, principalmente, pela confiança e engajamento demonstrados pelos trabalhadores do ONS.

Sabemos que as dificuldades e desafios serão grandes para o ano de 2020 mas queremos exortar a todos que procuremos nos manter unidos e engajados a fim de conquistarmos novas vitórias, que não são apenas de uma categoria mas, na verdade, garantem um serviço essencial e nobre para toda sociedade brasileira.

A intersindical ONS deseja agradecer ao empenho, garra e dedicação a todos os trabalhadores que se desligaram da empresa seja no PTP ou mesmo no traumático processo de demissão coletiva que vivemos em 2019 (que tenha sido o primeiro, único e ultimo).

Que todos os trabalhadores do ONS possam ter um ano de 2020 repleto de conquistas pessoais, tanto no campo material como imaterial,  que possamos continuar, com sucesso, nossa trajetória profissional e que possamos ver o ONS voltar a ser a empresa que empolgava a todos, que nos fazia sentir valorizados e contentes com nossa dedicação.

A INTERSINDICAL ONS CONTINUARÁ FIRME E PRESENTE JUNTO AOS TRABALHADORES.

JUNTOS SOMOS MAIS FORTES.

Fonte: Intersindical ONS


Complemento da Nota da Intersindical

O ONS marcou para dia 10/01, às 16h, reunião para apresentação do Plano de Cargo e Carreira para as entidades sindicais. O Senge-PE participará da reunião e, em seguida, irá realizar assembleia com empregados para apresentação e esclarecimentos.