Reunião na Compesa discute PCCS dos funcionários

Começou, esta semana, Rodada de Negociação na Compesa, a respeito do novo Plano de Cargos e Carreiras dos empregados.

Teve início, na última terça-feira (27), a primeira rodada da Comissão Paritária a respeito do novo Plano de Cargos e Carreiras da Compesa. A reunião aconteceu nesta manhã, na Sede Administrativa da empresa, e contou com a participação do diretor do Senge-PE Kleber Rocha.

Uma redefinição do sistema de avaliação de desempenho dos funcionários foi um dos principais pontos pautados pelos empregados. “Hoje, o critério de avaliação é muito subjetivo, deixa completamente na mão da chefia e diretoria a premiação do funcionário, por não possuir itens impositivos”, ressaltou Kleber Rocha.

Outros pontos que mereceram destaques na reunião foram: a pouca valorização do tempo de serviço e do acúmulo de experiência do funcionário e a falta de estímulo, através de premiações, aos empregados que buscam valorizar seu conhecimento com cursos e títulos acadêmicos.

Uma pauta específica dos engenheiros da Compesa é a luta pela garantia do Salário Mínimo Profissional. “Nossa principal reinvindicação é que o piso da empresa respeite o salário mínimo profissional. E que todo o Plano de Cargos, Carreiras e Salários seja sentido financeiramente pela categoria”, enfatizou o diretor do Senge-PE.