CUT convoca militância para o Dia Nacional de Lutas, Protestos e Greve, quinta, 14 de setembro

O presidente CUT-PE, Carlos Veras, convoca toda a classe trabalhadora em defesa da democracia e do trabalho decente

A CUT Pernambuco em conjunto com os metalúrgicos, petroleiros, metroviários, servidores municipais, estaduais e federais, além do MST e dos movimentos por moradia estão realizando mobiliza­ções na base para o Dia Nacional de Lutas, Protestos e Greve contra a redução de direi­tos, que será quinta-feira (14/09). O presidente CUT-PE, Carlos Veras, convoca toda a classe trabalhadora em defesa da democracia e do trabalho decente. A concentração será às 15h, na Praça da Democracia/Derby/Recife, com a realização de ato público.

A mobilização faz parte do ca­lendário conjunto do movimento “Brasil Metalúrgico” contra as  reformas Trabalhista e da Pre­vidência e a Lei da Terceirização irrestrita. Também integram a pauta conjunta, a unidade de ação nas campanhas salariais e a luta por um acordo coletivo nacional que garanta piso salarial e direitos mínimos.
Para a secretaria da mulher da CUT Pernambuco, Liana Araújo, o dia 14 pode e deve se transformar numa luta de toda a classe trabalhadora que está vendo seus direitos e condições de vida sob ataque dos governos e dos patrões. “Com unidade e mobilização podemos impedir a implementação da Reforma Trabalhista, a lei da terceirização e também barrar a Reforma da Previdência”, frisou.

Para a sindicalista é preciso tomar uma atitude de enfrentamento e resistência contra a retirada de direitos, incorporar outras categorias na luta e agir já a partir das campanhas salariais deste segundo semestre e garantir a renovação das convenções coletivas de trabalho”, pontuou.

Por: Chico Carlos, Assessor de Comunicação da CUT PE