Dia Nacional em Defesa das Empresas Públicas é marcado por ato na Chesf

Chesfianas, chesfianos, ex dirigentes, sindicalistas e parlamentares juntos para barrar a venda da estatal

No dia 3 de outubro, definido como Dia Nacional em Defesa das Empresas Públicas, chesfianos e chesfianos promoveram um ato contra a privatização da Chesf, em frente à sede da Companhia. O ato faz parte de uma agenda de lutas que teve seu início com o anúncio do governo federal, através do Ministério de Minas e Energia, de privatizar a Eletrobras e suas usinas hidrelétricas, no mês de julho.

“A venda da Chesf terá um impacto negativo muito grande na região Nordeste. Além da soberania nacional e segurança energética, colocamos em risco as águas do rio São Francisco. Cerca de 35 milhões de habitantes moram no entorno do Velho Chico e ficarão nas mãos do capital privado”, defendeu o presidente do Senge-PE, Fernando Freitas.

O movimento pela defesa da companhia tem ganhado força no Nordeste. O ato contou com a presença de parlamentares, ex dirigentes da Chesf, lideranças sindicais, da Central Única dos Trabalhores, do Sindurb e do Senge-PE.

Na ocasião, foi anunciado o grande ato político cultural “Todos pelo rio São Francisco” que acontecerá no próximo dia 6, nas cidades de Petrolina e Juazeiro. O ato terá início às 15h, na frente da igreja católica de Petrolina, e seguirá para Juazeiro, onde contará com shows dos artistas locais, como João Sereno, Targino Bonfim, entre outros.