Senge-PE participa de assembleia na Chesf

O Sindicato dos Engenheiros no Estado de Pernambuco participou de assembleia realizada ontem (03/06), pela manhã, no pátio do Edifício Sede da Chesf. Os trabalhadores da companhia se reuniram para deliberação sobre os encaminhamentos do Comando Nacional dos Eletricitários (CNE).  Dentre os tópicos a serem discutidos, estavam a estratégia contra a privatização, luta pela PLR, encaminhamentos da pauta do ACT 2016/2017 e deliberação de paralização de 72h.

Quanto à paralisação, o presidente do SENGE-PE afirmou que ela “é um instrumento importante para os trabalhadores mostrarem a sua força e defenderem seus direitos”. Freitas afirmou, ainda, que todos os funcionários da empresa devem estar unidos para que a medida tenha força e efeito, e também que “os sindicatos e a sociedade civil organizada tem que estar muito unidos nesse momento, para que não enfraqueçamos o poder de luta”.

A paralisação, com duração de 72h, está prevista para se iniciar no próximo dia 08 de junho, caso a ELETROBRAS cancele mais uma vez a reunião com os representantes dos trabalhadores.

O diretor do SENGE-PE, Mailson Silva, falou que com a crise do capitalismo, as ameaças à classe trabalhadora se tornam mais latentes, e chamou a atenção quanto à importância dos trabalhadores estarem unidos, para fazer um contraponto a este momento de forte ataque à classe trabalhadora. Segundo ele, “a MP 727 é um ataque frontal aos interesses nacionais, à soberania e à classe trabalhadora”. Assim como Fernando Freitas, ele também reafirma que é necessária a união da classe trabalhadora para lutar contra a supressão de direitos históricos, como: férias, 13º salário, desindexação dos benefícios da aposentadoria entre outros.

O SENGE PE é uma Instituição com mais de 80 anos e junto com a sua federação (Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros – FISENGE) tem atuação permanente junto aos sindicatos base: CPRM, ONS, Prefeituras, governo, SINDURB, CBTU entre outros.