Fisenge lança pesquisa para engenheiros sobre a Campanha Salarial 2016 do Setor Elétrico Federal

Foi lançada, no dia 2/3, uma pesquisa sobre o setor elétrico federal, que abrange Eletrobrás e empresas subsidiárias. De acordo com o diretor de negociação coletiva da Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge), o engenheiro Ulisses Kaniak, o objetivo é aferir as questões específicas relacionadas aos profissionais de engenharia para subsidiar as negociações do Acordo Coletivo de Trabalho. “Hoje, o setor elétrico federal público tem sofrido uma série de ataques, desde ameaças às privatizações até a precarização das relações de trabalho. Os engenheiros têm seus direitos desrespeitados no cumprimento do Salário Mínimo Profissional, no pagamento de PLR, adicional de periculosidade, entre outros”, afirmou Ulisses. A pesquisa, no entanto, vai além, e também pretende avaliar as impressões da engenharia frente ao desmonte do setor elétrico público, que impacta diretamente nas condições de trabalho e na geração de empregos da categoria. “Para além das questões salariais, queremos saber a opinião da categoria sobre as privatizações e também envolver os engenheiros e as engenheiras na formulação de cláusulas sociais fundamentais para o bem-estar do profissional, como o combate ao assédio moral e a ampliação da licença-paternidade”, disse Ulisses. A elaboração da pesquisa contou com a contribuição da técnica da subseção Senge-RJ do Departamento Intersindical de Estudos Socioeconômicos (Dieese), Cristiane Garrido, e representantes de sindicatos filiados à Fisenge.

A pesquisa estará disponível para resposta até dia 12/03. Os dados tabulados irão subsidiar os representantes da Fisenge que participarão do Seminário de Planejamento de Campanha do Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE), que será realizado em Manaus (AM), de 16 a 18 deste mês.

Participe e compartilhe com seus colegas! Clique AQUI!